30/07/2008

Um pouco de lógica.


















Ontem eu comentei que para escrever era necessário primeiro ter idéias. E para ter idéias era necessário pensar. E qual seria a ciência que nos ensina a pensar? A lógica.

A lógica é a ciência que cuida da organização do bem pensar. E um dos aspectos da lógica é o que trata dos argumentos, das evidências que sustentam as nossas conclusões.

Vejamos:

A afirmativa “fulano é ladrão” vale tanto quanto a sua contestação “fulano não é ladrão”. São opiniões pessoais e ambas têm o mesmo valor. Se, no entanto, afirmamos “fulano é ladrão porque foi preso em flagrante assaltando a loja X ontem à noite”, essa afirmativa tem muito mais valor porque está apoiada num fato observado, comprovado.

Numa dissertação, as declarações que expressam opinião pessoal só serão válidas se forem devidamente acompanhadas por uma prova, uma evidência. Entretanto, nem todas as declarações necessitam de comprovação. Por exemplo:

1. Quando a declaração expressa uma verdade universalmente aceita;
2. Quando é evidente por si mesma (axiomas, postulados);
3. Quanto tem o apoio de autoridade (testemunho autorizado);
4. Quando escapa ao domínio puramente intelectual:

a) É de natureza puramente sentimental;
b) Implica a apreciação de ordem estética em que gosto não se discute;
c) Diz respeito à fé religiosa (não se provam dogmas).


Em uma dissertação é necessário estar atento às regras da lógica e evitar as reflexões superficiais. Caso contrário, a sua argumentação sairá prejudicada e o seu texto enfraquecido.

Para saber mais:
http://educacao.uol.com.br/filosofia/ult3323u4.jhtm
http://www.cfh.ufsc.br/~wfil/convite.pdf

Um comentário:

Maria Celia disse...

Excelente blog para aqueles que queiram aprender a escrever bem.
Parabéns pela qualidade do conteúdo.
Maria Celia