11/11/2009

ENEM 2009: Redação

Toda prova de redação começa com uma prova de leitura.

Essa e outras dicas importantes são dadas pelo Professor Francisco Platão Savioli no vídeo abaixo.


video

09/11/2009

Ruy Castro



Para refletir sobre a língua portuguesa, transcrevo aqui um trechinho de uma entrevista com o jornalista e escritor Ruy Castro que tirei do jornal Rascunho.

No texto Perigo - palavras enlouquecendo (2002), ao apontar uma série de barbaridades cometidas diariamente contra a língua portuguesa, o senhor escreve que "num processo galopante de degeneração da língua, estamos falando como zumbis, e os jovens, talvez, mais do que todos". O senhor acredita que a língua portuguesa passa por maus bocados neste momento no Brasil? E a que (ou a quem) o senhor credita este descaso?
Hoje de manhã, uma amiga minha me disse candidamente: "Fulano me adicionou no Facebook" - e, pela minha cara, caiu em si, sentiu o ridículo, viu que estava falando em internetês e começou a rir. Já falamos melhor, não? Apesar dos acréscimos à língua - usamos hoje palavras que não existiam há 20 ou 30 anos, porque não havia função para elas -, temo que o vocabulário de uso corrente tenha sido consideravelmente reduzido. A culpa disso é nossa, que trabalhamos com livros, jornais, revistas - não estamos sabendo resistir à pauperização da língua. Sempre que deixamos de usar uma palavra ou expressão, porque ela "pode não ser entendida pela maioria", contribuímos para sua morte - e aí é uma ferramenta lingüística a menos. Se quiser se certificar do estado deplorável da língua na boca do povo, ouça as entrevistas dos jogadores de futebol depois dos jogos - eles nunca foram, nem precisaram ser grandes oradores, mas, neste momento, duvido que a maioria deles use mais que umas mil palavras no dia-a-dia. E todos usam as mesmas palavras: "com certeza", "a gente já sabia" e "agora é levantar a cabeça".

Quem tiver interesse, pode ler a entrevista completa aqui.

08/11/2009

Rubem Fonseca: O Seminarista


Uma ótima sugestão de leitura: saiu 0 novo romance de Rubem Fonseca: O Seminarista. A novidade é que esse será o primeiro livro brasileiro também editado para o Kindle e Iphone.

E uma raridade: um pequeno filme promocional com a voz de Rubem Fonseca que lê um trecho do seu livro.

02/11/2009

Paixão de Ler

Nesta quinta-feira, 5 de novembro, tem início mais uma edição do Paixão de Ler. Há palestras e eventos ligados à leitura espalhados por toda a cidade. No dia 05 de novembro haverá uma palestra do escritor Bartolomeu Campos de Queirós e do jornalista José Castello na Biblioteca Nacional. E imperdível será a mesa-redonda liderada por Eucanaã Ferraz e Antônio Cícero cujo título é "Por que ler poesia?". Será no sábado, dia 07 de novembro às 14h00 na Biblioteca Machado de Assis, em Botafogo.



A foto foi tirada por Ryan Holloway. Por favor, visitem a sua galeria flickr.

01/11/2009

Livros, livros e mais livros...

Chegou aquele momento do ano em que as editoras enviam livros aos professores para a seleção de leituras do próximo ano. No ensino médio, a prioridade é dada aos clássicos, livros que entram nas provas de vestibular; Graciliano Ramos, Clarice Lispector, Machado de Assis, entre outros, são presenças obrigatórias. Mas e a prosa contemporânea, como fica? Não entra na seleção? Não é bem assim...é certo que há limites impostos pelo tempo e programa a cumprir, mas sempre podemos apresentar novos autores aos alunos. Este foi o caso de Adriana Lisboa, com O Coração às vezes pára de bater, que os alunos do primeiro ano adoraram, diga-se de passagem.
Ao selecionar livros, tenho sempre em mente que o mais importante é a leitura de boa qualidade e autores que sejam capazes de envolver o aluno fazendo com que o ato de ler se torne um hábito constante.